E então, quando ela te fala aquelas palavras com sua voz leve, mas que entram em teu ouvido com um peso inimaginável, como se cada sílaba tivesse toneladas de peso em tua consciência. Você olhando para o nada até então, de repente se dá conta de que tudo ao redor está escuro, dá conta de que um silêncio absurdo tomou conta do lugar, dá conta de que não consegue se levantar do sofá, pois falta forças em seus joelhos. E como poderia, se ao encontrar forças, não encontraria, logo em seguida, um chão para se apoiar.

Sua singela mão em teu rosto lhe faz pensar o quanto ela é quente e o quanto seu calor pode te confortar naquele momento com um simples abraço, quando neste momento ela o dá e aí você pensa que um abraço não é realmente o que você precisa. O abraço só te deu mais incerteza em sua vida e a única certeza que tem é que, pelo bem de sua sanidade mental, você precisa se tratar, precisa de ajuda, uma ajuda que ninguém te deu até hoje e que não lhe restam esperanças de que alguém um dia lhe dará. Você precisa do inexplicável, precisa do inalcansável, precisa daquilo que todos querem e nunca têm por completo. Compreensão.

Sua vontade é de se isolar e poder assim viver dentro de sua própria bolha. Quando nada mais te conforta, apenas a sua conversa com sua mente e, ainda assim, isso te tortura pois ela só te responde aquilo que você quer e não o que você realmente precisa ouvir.

Quando nada mais lhe resta a fazer, você encontra forças no joelho e, mesmo sem onde pisar, vai seguindo até a porta de saída depois de um longo abraço e vai embora. Todas as tuas dúvidas, críticas, responsabilidades e acusações permanecem. Claras como a escuridão em volta. Fortes como o silêncio mais barulhento já escutado da sala que foi deixada para trás.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: